terça-feira, 17 de novembro de 2009

SARESP 2009: Do caos à (pequena?) desordem - dia 1



O primeiro dia do SARESP 2009 foi realizado em SP. Um alívio, um sofrimento a menos. Uma maravilha.

Nem tanto, NaMaria, nem tanto. O que deu foi um montão de enrosco.

Confirmando as mensagens recebidas anteriormente e ampliando o quadro, tivemos o seguinte levantamento dos pequenos problemas que, para aqueles que os enfrentaram, foram verdadeiros pesadelos:

- Em 17/novembro; às 13:30 - de: -----Novaes (Vale do Ribeira)
Cara Namaria;
Finalmente as provas chegaram em nossa escola quase em cima da hora da aplicação assim quase não tivemos tempo de conferir tudo para entrega-las aos alunos. Tivemos que fazer cópias xerocadas das provas porque faltaram provas e sobravam alunos. Quer dizer que as provas não vieram em número suficiente para todos. Detalhe: nós pagamos as cópias de nosso bolso, fizemos a famosa vaquinha. Das duas uma: ou a listagem do banco de dados do CIE [Centro de Informações Educacionais, da Secretaria de Educação] está completamente furado, ou o mutirão convocado pelo secretário Paulo Renato para trabalhar lá na gráfica estava louco e não colocou a quantidade de provas suficientes nas respectivas caixas. Depois nós professores é que devemos ser avaliados e sempre somos os culpados de tudo? Assim é complicado, Namaria! Queremos só ver o que vai acontecer amanhã, manteremos você informada.

- Em 17/novembro; às 12:55 - de Sérgio----- (Litoral)
NaMaria, não apareceu nenhum fiscal aqui no período matutino. Foi uma desgraça de confusão mas no meio da desgraça ninguém sabia como resolver o problema. Você acha que merecemos tal desordem e ignorância dos nossos governantes? É melhor ser secretário ou qualquer outro burocrata do que ser professor ou aluno nesse São Paulo.

- Em 17/novembro; às 11:14 - de: Virgínia----- (Grande SP)
Olha NaMaria a coisa tah preta pro nosso lado. As provas chegaram aqui na escola parecendo uma caixa de lixo, sem o tal do lacre, faltando gabaritos, com provas rasuradas!! O pior eh que a gente deve notificar tudo para o CAED [empresa responsável pelo SARESP 2009] usando o fone 08007273112 que soh dah ocupado o tempo todo!!! Daí a gente liga para a FDE no 08007770333 e quando dah certo eles falam que eh tudo soh com o CAED. Se a gente deixar tudo errado como veio para a escola vai prejudicar todos que querem fazer o melhor. Eh para desistir? O QUE QUEREM DE NOS?

- Em 17/novembro; às 12:10 - de: José MF----- (Vale do Paraíba)
Uma desorganização tremenda, NaMaria! Nunca vimos tamanho descaso com a educação e ainda chamam isto de avaliação? Avaliar o que??? A falta de preparo, a falta de respeito deles conosco? Estamos aqui feito palhaços esperando e correndo para todos os lados para apagar os incêndios que a secretaria provocou. Essa porcaria de 0800 não atende a horas e horas. Dá vontade de largar tudo NaMaria. A gente só não abandona por causa dos alunos que não tem culpa dos nossos péssimos dirigentes. Esse saresp é uma vergonha igualzinho aqueles que o fizeram. Por favor Namaria denuncie tudo por nós. Abraços.

- Em 17/novembro; às 15:23 - de: Wellington----- (Noroeste de SP)
NaMaria as provas chegaram tudo trocadas aqui... kkkkkkkkkkkkk... a não ser que a gente passe todo mundo da 4ª para 3ª EM agora mesmo aí eles podem realizar as provas kkkkkkkkkkk Essa gente é piada. Vão ser desorganizados assim lá no Paraguai do Sul que eles inventaram naquele mapa deles ... kkkkkkkkk... HELP NÓIS NAMARIA!

- Em 17/novembro; às 11:59 - de: Maria R----- (Vale do Paraíba)
Namaria vc sabe outro número diferente do 0800 do CAED? Essa droga de 0800 só dá ocupado ocupado ocupado... Como é que só dão um número de telefone para atender essa quantidade imensa de escolas? Está faltando um pedaço da prova, o que fazer? Nem a diretoria de ensino sabe.

- Comentário de La Pasionaria Ibarrure no post anterior deste NaMaria:
Pois é, depois de indas e vindas, de esquemas swuaterianos (da Swat) de segurança para evitar vazamentos, finalmente o Saresp está sendo aplicado.
Mas eu pergunto: Prá que tamanho esquema de segurança se, ao chegar a algumas escolas, os envelopes não continham provas suficientes para os alunos? Solução doméstica (ordem dos dirigentes regionais), tirem xerox das provas, a APM paga a conta, pois não há verba para xerox. Pode? (...)


Já deu para sentir o drama? Tem isto tudo e outro tanto. Pela WEB encontramos mais, como no dia anterior. Talvez dos relatos mais interessantes seja o que se lê no Professor Temporário - vale conferir a tragédia do Vazamento na prova do SARESP.

Enquanto isto a grande imprensa, a boa filha de sempre, não toca sequer numa vírgula dessas agruras. Não cita a Prova São Paulo para 350 mil estudantes municipais, justamente nos mesmos dias do SARESP. Como terá sido? Talvez muito bem, já que governo e prefeitura dão-se às maravilhas. Alunos, professores e demais podem se ajustar como for. Qualidade dos resultados? Como assim?

A mídia convencional cala-se geral, exceto pela manifestação de alunos contrários ao SARESP, na manhã de ontem (17). Mas o texto é tão pífio que não diz, por exemplo, nem de onde são os tais 300 alunos reunidos na Praça Coronel Fernando Prestes, perto da Avenida Tiradentes, como se fossem de todo e lugar nenhum. No entanto, qualquer micuim sedento sabe que em tal pracinha funciona o Centro Paula Souza, aquele que administra 167 Escolas Técnicas (ETEC's) e 49 Faculdades de Tecnologia (FATEC's) estaduais - as mesmas que o Governador Serra está divulgando desesperadamente nas emissoras de TV como suas pérolas mais caras e diletas.

Ali bem próximo está a Escola Técnica Estadual de São Paulo (ETESP), no Bom Retiro. O que o jornalão não diz é que foi de lá que partiu a manifestação e esta escola manteve a posição de sempre: não aderir ao SARESP. Estavam presentes outras sete ETEC's. A Getúlio Vargas, do Ipiranga, só participou da prova porque não foi avisada em tempo. As demais entraram no barco da avaliação porque seus grêmios ainda não são tão fortes. Muitos seguranças e PM's estavam presentes durante as quatro horas de reunião estudantil, porém apenas vigiando, ao contrário do que aprontaram na USP. Alunos faziam imagens e um deles nos disse que queriam contato com o pessoal da Carta Capital porque não confiam na grande mídia - que já os tachou de baderneiros.
Os alunos tem toda razão.

6 comentários:

  1. NaMaria,
    já te mandamos por eamil a situação que estamos passando com o 0800 do Saresp que jamais funciona. Ontem ficamos passando os resultados até tarde da noite. Hoje a confusão continua porque os problemas nas provas também continuam aparecendo a cada instante. Hoje tem matemática mas nem queira imaginar o que estamos passando! Então como falaremos com o CAED se o 0800 não funciona? Nem adianta insistir na FDE pois o problema é do CAED.

    Hoje saiu esta notícia aqui de nossa região
    http://www.jcnet.com.br/detalhe_regional.php?codigo=170608

    Voce acredita numa coisa dessas? Claro que a Embratel desmentiu com razão. Será que sempre seremos tratados como idiotas?
    A culpa de não terem disponibilizado atendentes em número suficiente para o Saresp é da Embratel sabia? Foi coisa de hacker!!!! O blecaute foi coisa de hacker!!! O Saresp é coisa de hacker!!!!!

    A culpa de ter tantos alunos na rede é de quem? É nossa.
    A culpa de querer fazer um serviço bem feito é de quem? Só pode ser nossa.
    A culpa dos chefes não terem se preparado para o volume de inscritos no Saresp é de quem? Só pode ser nossa também.
    A culpa da gráfica ter atrasado e agora ter grampeado as provas tudo errado é de quem? Nossa.

    Está certa a colega que disse que a corda arrebenta sempre no nosso lado pois somos mais fracos. A culpa de tudo é nossa. Agradecemos o apoio do blog de vocês.
    Saresp? Nunca mais!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. que foto linda!!
    pena que não eh assim a organização do saresp
    onde vc arranja essas coisas?
    tomara que se espelhem e arrumem a casa pq a loucura tah de matar!!*%#+&##!!!

    ResponderExcluir
  3. NaMaria, como podemos comprovar o post do Dep. Brizola Neto, nesse trecho:

    "São Paulo terá investimentos em educação apenas com os R$ 500 milhões que o Governo Federal transferirá com este fim ao Estado"

    Abraço, Gustavo.

    http://tijolaco.com/?p=6064#comments

    Paulistanos querem escolas. Serra quer presídios.
    novembro 18th, 2009 às 9:42

    prioridadesÉ curioso como duas reportagens, quase simultâneas, como você vê na ilustração aí ao lado, tirada agora há pouco da página eletrônica do Estadão, mostram o que é e o que não é prioridade para os nossos governantes.

    Embora 60% dos paulistanos digam que a educação é a maior das prioridades, o Governador de São Paulo simplesmente zerou os investimentos na área na proposta orçamentária da área. São Paulo terá investimentos em educação apenas com os R$ 500 milhões que o Governo Federal transferirá com este fim ao Estado.

    Dois minutos antes, o Estadão anunciava a retomada do polêmico pacote de construção de presídios, a maioria deles em pequenas cidades, que estão em pé de guerra com o projeto do Governador.

    Vai custar R$ 1,5 bilhão, para prender pouco mais de 36 mil pessoas.

    Daria para construir 401 Cieps como os erguidos no Governo Leonel Brizola, para atender 400 mil crianças e jovens,que custaram, cada um, US$ 2,2 milhões.

    Cada governante tem os projetos que a sua visão do que merece o povo indica como prioridades.

    ResponderExcluir
  4. Olá Gustavo;
    Bela pergunta. Posso te responder com 2 links e o resto a gente pesquisa mais no orçamento do estado. Começa assim, em outubro passado:
    ------------
    Serra zera orçamento de SP para investimentos em educação

    Contando com recursos federais para obras em 2010, proposta de orçamento estadual não destina verbas para a área. Saúde, habitação e saneamento também sofrem cortes

    Por: Suzana Vier -
    Publicado em 29/10/2009, 19:49
    Última atualização em 19:49

    A proposta orçamentária para o estado de São Paulo em 2010 prevê um corte de 35% dos investimentos do governo na área de saúde e redução total em educação. Nessas duas áreas, o orçamento para reformas e construções vai contar com reforços previstos no orçamento da União.
    (continua em: http://www.redebrasilatual.com.br/temas/politica/serra-corta-todos-os-investimentos-estaduais-em-educacao-recursos-do-governo-federal-vao-garantir-obras-na-area/view )
    --------------

    Agora isto:
    29/10/2009 - O ESTADO DO PARANÁ (PR)
    Senado aprova fim da DRU no orçamento da Educação

    A Desvinculação das Receitas da União (DRU) deixará de incidir gradativamente no orçamento da Educação até não ser mais cobrada, em 2011. A proposta de emenda à Constituição que prevê o fim do mecanismo - que autoriza o governo a reter 20% de toda a arrecadação - foi aprovada ontem por unanimidade pelo plenário do Senado, após seis anos de tramitação no Congresso.
    (continua em: http://www.todospelaeducacao.org.br/Comunicacao.aspx?action=5&mID=5175 )

    Vamos continuar buscando? Tem muitas coisas boas.
    []s

    ResponderExcluir
  5. Em 6 escolas de Araraquara vieram as provas de geografia junto com as de português.
    Não sou professor nem trabalho na area de educação, mas pelo que fiquei sabendo a prova de geografia será na quinta-feira

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu estava presente no protesto em frente ao Centro Paula Souza.
    Muito obrigada por estar divulgando o nosso protesto e nossas verdadeiras reivindicações.
    Contamos com mais de 400 alunos presentes ao todo, de 7 escolas diferentes que realizaram o boicote. Foram 5 escolas técnicas e 2 estaduais regulares. Na ETESP os professores decidiram não aplicar o Saresp nos outros dias. Vitória do movimento!
    O protesto foi muito bom e resultou em bons frutos. Mas a Laura Laganá (superintendente do CPS) não nos recebeu. Mas o recado foi dado, e não pararemos por aqui.

    ResponderExcluir