domingo, 26 de outubro de 2014

Como ser fiscal no Segundo Turno 2014 - As urnas eletrônicas não são confiáveis


Na reportagem que Conceição Lemes e eu (NaMaria) fizemos, para o Viomundo,  Sistema de votação sob suspeita. TSE não responde perguntas sobre fraude, fica evidente a possibilidade de haver fraude eleitoral.

Tudo aquilo que levantamos, aquela coletânea de mistérios desvendada por gente séria, é parte de uma caixa preta mirabolante que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não abre, nem com reza braba.

Portanto, neste domingo 26, no segundo turno da eleição presidencial, cada um de nós deve ser fiscal do próprio voto. Como?

É assim. A ideia começou neste ano com o professor do Instituto de Computação da Unicamp, Diego de Freitas Aranha, o mesmo que descobriu as falhas em 2012, quando participou dos testes abertos das urnas, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ele decidiu criar o VOCÊ FISCAL - um aplicativo para Android, que se propõe a realizar uma apuração paralela do pleito.

A entrevista com o Diego sobre o app pode ser vista aqui; ela é anterior ao projeto, hoje em pleno vapor.

Como funciona o VOCÊ FISCAL? Vamos aos passos.

1- Entre no site VOCÊ FISCAL.
2- Leia o quadro rosa e entre em "Instruções".
3- Leia a página toda, é tudo muito simples, fácil e divertido.
4- Entenda e obedeça as regras propostas para que dê tudo certo.
5- Escolha uma zona eleitoral, pode ser aquela em que você vota. Encontre o BU. Fotografe-o em partes, pois ele é longo (conforme as regras no vídeo).
6- Envie as imagens pelo aplicativo (download neste link) ou o para e-mail bu@vocefiscal.org ou pelo site do VOCÊ FISCAL - tem de fazer o cadastro e logar.
7- Voilà! Você é um fiscal do seu voto.

Como consta no VOCÊ FISCAL, mas não custa repetir, o interessado
deve chegar na zona/seção escolhida ANTES das 17 HORAS. Exerça seu direito: exija e fotografe o Boletim de Urna, vulgo (BU).
Quem não tem celular com sistema Android, pode fazer as fotos com outras câmeras digitais ou celulares, obedecendo as mesmas regras do vídeo que também reproduzo aqui, feito pelo Helder Ribeiro, cofundador do VOCÊ FISCAL.

 

Repare bem no vídeo, está claro:
Vale a pena lembrar que é obrigatório que sejam impressas pelo menos 5 cópias do Boletim de Urna [BU] e que pelo menos uma delas seja afixada em um lugar publicamente visível. Quem determina isso é a resolução 23399 do próprio TSE, nos artigos 82 e 116. É possível que nem todo local de votação obedeça essa regra, então é bom levar uma cópia impressa
Para facilitar a sua vida, a Resolução TSE nº 23399 - 2014 - Dispõe sobre os atos preparatórios para as eleições de 2014 pode ser vista aqui, em PDF. Lembre-e de fazer as cópias, caso queiram proibi-lo de exercer seus direitos.



Aqui prints dos artigos citados:

ARTIGO 82 - Página 30


ARTIGO 116 - Página 44







OBSERVAÇÕES IMPORTANTES 

  • Mais dicas sobre como fazer o acompanhamento no segundo turno estão no BLOG do VOCÊ FISCAL. Leia é muito importante.
  • Crie sua conta no site para poder usá-lo, é muito fácil e rápido.
  • Não esqueça de ADOTAR SUA ZONA ELEITORAL, encontre-a aqui e se inscreva após estar logado; comente indicando a sua seção. Você receberá um "comprovante" como este:



O voto é nosso, e a responsabilidade de fazer ele valer, também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário